Abdominoplastia

Nos casos em que se observa um abaulamento e flacidez abdominal somado a uma sobra de pele que pode ser decorrente da gravidez, aumento de peso seguido de emagrecimento ou ainda devido ao envelhecimento, a principal forma de tratamento corresponde a abdominoplastia ou dermolipectomia abdominal.

Em pacientes, onde o abdome saliente não é decorrente apenas da flacidez de pele e musculatura (tratadas na abdominoplastia) e apresentam gordura no abdome e/ou laterais, a lipoaspiração pode ser indicada conjuntamente.

Qual tipo de anestesia?
A cirurgia pode ser realizada com anestesia peridural com sedação ou geral, sendo a primeira mais frequente.

Local das Incisões:
Normalmente é feita uma incisão em forma de semicírculo, localizada logo acima dos pêlos pubianos, prolongando-se lateralmente em direção oblíqua à espinha ilíaca ântero-superior (osso da bacia).

A cicatriz é planejada para ficar oculta sob os trajes de banho e roupas íntimas.

O que acontece após a cirurgia?
A maioria dos pacientes permanece internado de 12 a 24 hs, totalmente de repouso.

É necessário o uso do dreno de aspiração por alguns dias, para evitar acúmulo de líquido que se forma abaixo da pele (seroma), facilitando a recuperação e cicatrização
Em virtude da grande retirada de pele, é necessário repouso e manter-se em uma postura curvada por no mínimo 15 dias, para evitar tensão na cicatriz.

O resultado definitivo é observado por volta de 6 meses após a cirurgia, muito embora, com três a quatro semanas já é possível observar uma melhora do contorno corporal.

Como cuidado pós operatório é recomendado a utilização de malhas compressivas por 4 a 8 semanas e a realização de drenagem linfática para agilizar a recuperação da cirurgia.